Páginas

Pesquisar este blog

14 novembro 2009

O que perturba o meu sono.


Sabe quando você senta para escrever e não sai nada. E você tem muito a dizer, ou queria dizer alguma coisa que ta presa na garganta, talvez uma vontade incrível de gritar e falar para o mundo que algo te aflige, mas você guarda dentro de você esperando que isso suma, se transforme ou simplesmente se resolva. To cansando de conto de fadas e histórias felizes, quem me dera fosso algo simples assim. É como dizem, o problemas dos outras às vezes são mais fáceis de resolver do que os nossos

Bem, não é assim. Quem me dera às vezes ter o poder de resolver as coisas, de saber o que dizer e como dizer. Não estou tentando filosofar ou criar mais uma teoria tola, eu estou apenas escrevendo para ver se acho minhas respostas, mas acho que não é tão simples assim.

Sei lá, às vezes a vida é estranha. Eu adoro a mágica que envolve viver, além do mais é algo incrível e eu sei que se pudesse começar de novo eu começaria, mas já sabendo como terminaria. Eu só acho que certas coisas acontecem e horas erradas, em horas que você não pode dizer “sim”. As vezes o que você quer está mais longe do que você pensa.

Eu estava outro dia conversando com um amigo meu sobre a palavra felicidade, e pode até parecer triste o que eu vou dizer, mas é de certa forma verdade. A felicidade é uma Utopia, por que não somos sempre felizes, podemos viver momentos felizes, mas algo não planejado sempre acontece. Também vivemos em uma sociedade moldada pelo capitalismo onde sempre queremos comprar e ter as coisas, e isso com certeza influi. Vivemos pisando uns nos outros querendo subir na vida, e não temos nem vontade de saber em quem pisamos ou se essa pessoa precisa mais do que nós. O que nos faz melhores que os outros. Sabe eu não... talvez nunca saiba porque as pessoas são assim, e para dizer a verdade eu tenho até medo de acabar ficando igual. Não quero ser pessimista, porque alem do mais eu nunca fui, mas parecer que eu tenho perdido a fé em acreditar em algo melhor.

Quero uma felicidade utópica como qualquer um, quero poder sair na rua com o cabelo bagunçado e não se criticado ou apontado como diferente, quero usar nariz de palhaço como uma forma pacifica de protesto e não ser taxado como lunático. Quero algo que com certeza nunca vamos chegar a ter, e que mesmo muitos sonhando com a mesma coisa... ela permaneça uma palavra sem sentido. PAZ.

4 comentários:

Scarlet disse...

Olá. Você Sumiu. Milhares de coisas estão passando pela minha cabeça. Mas eu prefiro pensar que você só está ocupado demais. Contanto que você volte, por mim tudo bem! =] Bem seu texto é bonito. um pouco triste, mas é bonito mesmo. E eu espero que não tenha nada a ver comigo oO... Estou empacada com a minha inspiração. See ya (vc esqueceu)

Wil disse...

Ligs, mein freunde!

Felicidade plena a todo tempo é sim uma utopia. Mas a real felicidade é, naquele instante atemporal. Vem das coisas bem pequenas num pequeno instante que dura sua Eternidade e marca nossas vidas. O maior problema é a gente dar o real valor a esses momentos.

É como se o tempo parasse e vc desse conta disso. É deitar sob pinheiros numa tarde morna de início de primavera, sentindo os cabelos de quem vc ama sobre o seu peito, o perfume deles misturado com o da natureza. Isso tudo dura o tempo de uma respiração, talvez menos. Mas naquele momento, foi uma eternidade.

Esqueça o mundo, esqueça o Sistema. Seja você mesmo e seja feliz com isso. Nem que isso signifique passar a tarde numa mesa, falando alto com os amigos, rolando um par de D20's.

Sinto falta disso!

Ligs disse...

Nossa Will ... você me fez sentr bem melhor... mesmo, de verdade. obrigrado.

P.S. Tenho saudade desses tempos também, muito.

yasmin disse...

É...eu acredito na felicidade...
mais realmente, acho q ela nao dura pra sempre
infelizmente

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...