Páginas

Pesquisar este blog

18 janeiro 2009

I just wanna find a - Way Back Into Love

Eu não faço idéia quantas vezes eu tentei começar esse post. Mas que seja!

Sabe quando você não consegue dormir por que você não consegue parar de pensar em algo, seja algo que você ta vivendo, algo que você falou ou a falta de alguma coisa ou alguma pessoa. É muito ruim não é? Acho que todo o ser humano já passou por isso, e ninguém se livra de passar um dia pensando em algum coisa que as vezes outras pessoas

Acham besteira ou que não é nada preocupante.

As vezes bate uma sensação de falta, é sinto falta de muitas pessoas. As vezes me pego olhando para o telefone esperando alguma coisa dele, como se ele fosse falar para mim como esta aquela pessoa que eu me preocupo e que eu não vejo a tempos. Já perdi as contas também de quantas vezes eu pressinto que recebi uma mensagem, mas na realidade é a bateria que ta acabando ou só uma sensação mesmo, sem contar as vezes que senti vontade de ligar para alguém só para dizer poucas palavras e ouvir a voz, e talvez em poucas palavras matar um pouco da saudade que ficou em mim.

Tenho pensado também muito no passado e as vezes eu fico um pouco melancólico, não por que fiz algo de errado, mas as vezes acho que podia ter feito mais aproveitado mais a presença de certas pessoas, dizer mais besteiras, rir mais. Hoje um grupo de amigos (eu, meu irmão, primo, a namorada dele, a minha prima e um amigo meu) fomos comer batata frita e conversar. Sabe é incrível como muitas das vezes a gente volta a conversar da nossa infância, e vou dizer uma coisa é muito BOM.

As lembranças são todas muito boas, e sempre depois de dias como hoje eu reviro fotos (poucas), cartas (as pessoas deviam escrever mais cartas umas para as outras, saudade), lembrançinhas e cacarecos. Bateu uma nostalgia, e eu meio que fiquei catatônico olhando para o nada e rindo.

Sinto saudade de muita coisas e de como é o sentimento de cada fase. Eu lembro quando era criança e nossa, como o tempo passava devagar. Lembro como sentava na carteira do colégio olhando para o relógio e o tempo parecia não andar. Ficava pensando quando ia dar o meu primeiro beijo e sonhava com o amor desses que não existe mais. Ta não que não exista mais, só é muito difícil encontrar.

A gente vai crescendo, muita coisa muda, o tempo ganha forma e ele parece correr, para mim isso aconteceu perto do terceiro ano do ensino médio, e a decisão do curso que eu iria prestar cada vez ficava mais perto e eu tinha que passar em matemática por tudo nessa vida (acho que a partir da sétima série eu sempre ficava em final em matemática, sofri xD).

Acabei seguindo as vontades dos meus pais, e um pouco do meu amor por animais e acabei fazendo veterinária, hum ... a principio o curso era bom e tudo mais, uma maravilha (só tinha que estudar muito, não que fosse o problema), mas foi ai que começou a aparecer bichos sendo abertos, ai percebi que amo animais, mas abrir ele não é a minha praia e por isso optei por humanas e no final desse ano devo e vou me formar em Jornalismo (sorriso grande e brilho nos olhos) e devo começar a fazer faculdade de publicidade logo em seguida. Ler ler ler ler ... sempre é bom.

Eu não sei por que mais o meu foco do post acabou sendo perdido por uma fagulha da minha vida meio doida, sendo que olhando por essa visão resumida do resumo é até bem normal. Hahahahaha ...

Acho que ta bom ... mas sinto muita falta de muita coisa... continuo isso um outro dia... vou tentar dormir... até mais blog!

See ya folks .o/


Way back into love - Música do filme "Letra e Música"


2 comentários:

Sally disse...

O mesmo acontece comigo as vezes. As vezes eu sinto o celular vibrando e vou com a maior alegria, mas nem é nada.
Por que ficamos tão longe de quem gostamos né? Ou porque nem sempre podemos ficar juntos de quem nos dá aquele arrepio e nosso coração bate mais rápido.
Saudades de você, Ligadinho!
Beijos!

disse...

Fico feliz que um estudante de jornalismo tenha julgado minha capacidade de escrita. Afinal, pressupõe-se que leiam muito e assim saibam escrever melhor que ninguém. Comprovei isso com este teu post.

Mas parando de julgar a superficialidade, eu sei exatamente do que tu fala, eu sinto isso todas as noites. Não durmo por milhares de coisas julgadas como banais, tenho sensação de estar sendo querida, uma necessidade de ser procurada ou procurar sem o menor sentido ou motivo. Eu digo que é angustiante, e se eu pudesse sumir com essas sensações, faria com prazer.

Olha, tu conhece a Sally! ( Oi, sou muito aleatória, uhauhauhauh. )

Vou te linkar, querido, gostei dos teus blogs. <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...